A importância de um RH humanizado dentro das empresas
BLOG
Recursos Humanos

A importância de um RH humanizado dentro das empresas

5 de janeiro de 2022

O conceito de RH humanizado vem sendo disseminado dentro de empresas cada vez mais frequentemente. Isso porque tendências de mercado e novas visões sobre perspectivas de carreira já apontam que o relacionamento entre empresa e colaborador tem visto mudanças acontecerem. Desta forma, os profissionais são diferenciados por suas particularidades, experiências próprias, expectativas de crescimento e também as limitações de cada um. 

Apostar nesse tipo de estratégia dentro de uma organização traz benefícios para ambas as partes envolvidas: empresa e colaborador. Para entender melhor a diferença entre um setor de recursos humanos tradicional e o RH humanizado: enquanto no primeiro modelo, a análise de índices sobre o funcionário segue uma metodologia padrão, o RH humanizado se volta para a individualidade e para qual direção estão indo suas ações. Por exemplo, avalia quais as necessidades dos colaboradores, quais benefícios podem ajudar não somente para produtividade, mas para qualidade de vida, e abrem espaço ao diálogo para entender possíveis pontos de melhoria dentro da gestão.

 Aplicar esse tipo de iniciativa é ver o empregado além de apenas uma mão de obra, mas um ser humano real que também faz parte de um processo. Não se trata apenas de gerar formas de recompensa, mas de garantir condições dignas de trabalho e motivação para a equipe em querer continuar ingressando naquele time.

Entre as vantagens para uma gestão de recursos humanos humanizada estão:

  • Maior produtividade e engajamento entre seus colaboradores;
  • Senso de participação, diminuindo a rotatividade;
  • Quadro de talentos mais qualificado e competitivo;
  • Melhoria do clima organizacional.

Ao estabelecer essa proximidade com os colaboradores, o RH humanizado também concretiza seus pilares e sua visão estratégica. Esse alinhamento de é chamado de fit cultural, e proporciona a adequação de todos ao modo aos valores da empresa. Assim, além do bem-estar dos colaboradores, a gestão consegue estruturar o objetivo dos líderes da empresa com o que esperar de cada indivíduo que compõe seu quadro de funcionários.

Como unir a tecnologia e o RH Humanizado

Dentro de um âmbito tecnológico, é conhecido o fato que a automatização de processos se tornou rotineira dentro de diversos setores empresariais. Mas, afinal, como isso se aplica ao RH humanizado?

As evoluções do mercado de trabalho contam hoje com ferramentas capazes de recolher dados precisos e informações estratégicas, de modo a planejar decisões a partir de pesquisas e análises de perfis.

A tão falada indústria 4.0, que se trata da tecnologia sendo implementada nas formas de produção para criação de redes inteligentes, entra no aspecto da gestão de recursos humanos. Possibilita a utilização de recursos como sistema para monitoramento e organização de atividades.

Alguns exemplos de ferramentas tecnológicas para auxiliar o setor de RH:

  • People Analytics: ferramenta que analisa dados de colaboradores ou candidatos, permitindo decisões para programas de treinamento, avaliações de desempenho e planejamento.

 

  • Big Data: programa de inteligência artificial criado com o intuito de analisar, criar e armazenar grandes quantidades de dados. Desta forma, demandas são otimizadas através das informações obtidas, permitindo redução de custos e agilidade.

 

  • Cloud Computing: utiliza o armazenamento em nuvem para hospedar variados programas, arquivos e informações que podem ser acessadas em qualquer lugar e a qualquer momento por quem tiver acesso a esse servidor. A vantagem está na agilidade para obter informações, além de maior segurança, evitando perda de dados importantes em caso de mau funcionamento de hardware. 

 

  • Mapeamento de perfil comportamental: monitorar o desempenho e a performance dos colaboradores, evitando gastos desnecessários e demissões.

Utilizando esses recursos, o RH ganha vantagens dentro de um mercado competitivo, mensurando informações e ganhando tempo ao automatizar tarefas. Mas como utilizar essas estratégias de forma voltada à humanização?

É possível implementar iniciativas com o uso da tecnologia para auxiliar colaboradores. Por exemplo:

  • Identificar perfis que se encaixem com as vagas, assim podendo elaborar planos de carreira dentro da empresa;
  • Incentivar o desenvolvimento profissional com treinamentos presenciais ou à distância, utilizando recursos tecnológicos e a internet;
  • Disponibilizar canais de comunicação online, facilitando o envio de mensagens entre colaboradores e empresa;
  • Identificar comportamentos dentro da empresa e elaborar programas de reconhecimento e formação de equipes de alta performance.

As principais formas de identificar um RH humanizado

Algumas ações adotadas pela gestão caracterizam um ambiente mais favorável aos trabalhadores. Entre elas estão:

  • Cuidados com a saúde mental e bem-estar: em um RH humanizado o foco da empresa não está apenas nos resultados, mas em como o colaborador tem se sentido naquele ambiente. Assim, se preocupa em manter um ambiente de trabalho harmônico, evitando sobrecarregar funcionários, podendo ainda disponibilizar planos de saúde ou parcerias com psicólogos;

 

  • Adaptação da cultura organizacional: mesmo uma empresa que já tenha sua missão, visão e valores bem estabelecidos, é importante sempre estar atento à mudanças de perfis de funcionários e questões socioculturais organizacionais, de forma a buscar atender as demandas e garantir uma comunicação efetiva;

 

  • Benefícios ao colaborador: buscar ajudar os colaboradores com o máximo de recursos que for possível disponibilizar, como por exemplo, vale alimentação e vale refeição, plano odontológico, PLR e seguro de vida. Garantir os direitos básicos e atribuídos por lei também se encaixam, como o vale transporte, cumprindo com as obrigações da empresa.

 

  • Treinamento de gestores: falamos sobre a importância de mapear perfis comportamentais para encontrar colaboradores que se encaixem com a empresa, e também é primordial contar com lideranças que entendam esses perfis. Capacitar gestores para lidar com situações de crise ou de reconhecimento de valor, entendendo cada funcionário como indivíduo;

 

  • Desenvolvimento de plano de carreira: dar a oportunidade para o funcionário se destacar e crescer profissionalmente. Os treinamentos são uma forma de incentivo para buscarem se aprimorar, e abrir vagas internas para que possam progredir é uma forma de manter a valorização, incentivando pessoas a se manterem em seus empregos e se identificarem com suas funções. 

 

  • Incentivar a representatividade e diversidade: valorizar as diferenças e ter uma equipe plural, com pessoas de diferentes culturas e etnias, é uma forma de gerar valor à sua empresa. Afinal, olhares diversos permitem uma identificação mais ampla e melhor compreensão de como atender às necessidades de cada grupo, e também do público que acompanha.

A chave para fazer o funcionamento de boa gestão é estar disposto a ouvir e aprender com seus colaboradores. Canais de sugestões e pesquisas de satisfação são algumas formas de compreender melhor sua percepção.



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS