Como a gestão estratégica pode impulsionar ainda mais o varejo?
BLOG
Gestão Empresarial

Como a gestão estratégica pode impulsionar ainda mais o varejo?

7 de abril de 2022

Investir em uma gestão estratégica já não é mais algo a ser planejado, mas sim aplicado. Diante das fortes tendências de crescimento para o setor de varejo, é crucial estar com um planejamento alinhado para atrair resultados ainda melhores.

É fato que a pandemia reformulou as formas de gestão dentro dos negócios. Se reinventar era a única alternativa para se manter de pé diante dos desafios apresentados.

O setor de varejo foi o mais impactado pelo cenário pandêmico, afinal, os consumidores reformularam o seu modo de consumo. Impossibilitados de irem até o espaço físico, a forma online era o único meio de adquirirem os seus produtos.

Diante dessa tendência, o setor que, há anos vinha migrando para a internet para aumentar as vendas, aderiu ao uso de ferramentas como e-commerce e marketplaces ainda com mais intensidade.

Essa alternativa encontrada foi um verdadeiro achado para o varejo. De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE no início deste ano, o setor apresentou um crescimento de 12,26% no primeiro semestre de 2021, em comparação ao mesmo período no ano anterior.

Entretanto, para manter os índices em alta, a gestão estratégica vem como uma forte aliada nesse cenário. Por meio de um planejamento eficiente e assertivo, é que os resultados são obtidos de maneira exponencial ao crescimento do setor.

Neste texto, abordaremos como a gestão estratégica no setor de varejo faz toda a diferença na hora de administrar a organização. Confira os tópicos que serão abordados:

  • Como a gestão estratégica ajuda na organização da empresa?
  • Como está o setor de varejo?
  • Como implementar uma gestão estratégica no setor de varejo?
  • Como a utilização de ferramentas de gestão podem ajudar impulsionar ainda mais o setor de varejo?

Boa leitura!

 

Como a gestão estratégica ajuda no crescimento da empresa?

A gestão estratégica ajuda no crescimento da empresa por se tratar de um conjunto de ações desenvolvidas pela companhia, visando fortalecer a organização a partir de um melhor planejamento.

Cabe ressaltar que isso se dá por meio de um amplo estudo, no qual leva-se em consideração fatores internos e externos que influenciam no desenvolvimento do negócio.

Neste aspecto, são analisados, principalmente, quais as tendências de mercado e o comportamento do público-alvo. E assim, são traçadas estratégias efetivas para um melhor desempenho.

A gestão estratégica auxilia os prestadores a visualizar com melhor precisão como está o andamento da empresa e quais pontos podem ser melhorados a fim de um melhor resultado.

A partir de um maior controle das ações, é possibilitada a concentração de importantes registros que podem ser consultados posteriormente, servindo como uma base para os futuros investimentos.

Uma empresa que faz o uso de uma boa gestão estratégica avança níveis ainda mais altos de crescimento. Uma vez que o negócio está direcionado para ações assertivas, ele não só obtém uma maior margem de lucro, mas também um melhor desempenho frente a concorrência.

 

Como está o setor de varejo?

Uma coisa é certa, a pandemia deixou os seus reflexos negativos no mercado brasileiro. Mas, para o varejo, serviu como uma importante oportunidade para o setor se destacar.

Com as restrições impostas, o consumidor passou a fazer suas compras de forma online. Esse comportamento, impulsionou o setor que, já vinha entrando nas tendências digitais, a fazer uso das ferramentas de venda por meio de e-commerces e marketplaces.

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as vendas online correspondem a 11,6% do setor varejista. Sendo essa marca considerada seu auge que, anteriormente, ficava na média entre 6% e 7%.

Com a consolidação das ferramentas online como principal meio de acesso para alcançar os consumidores, as tendências aceleraram em um ritmo de crescimento ainda maior para o setor.

A previsão, segundo o relatório Recovery Insights: Commerce E-volution, é que de 20% a 30% das mudanças de hábitos para o uso de canais digitais causadas pela pandemia, sejam permanentes.

Isso reflete de maneira positiva para o setor varejista, que, nos últimos anos, aumentou sua participação no canal virtual – ultrapassando assim as barreiras existentes que impediam uma participação mais efetiva na modalidade, como aproximou mais ainda a relação com o cliente, visando atender sua necessidade.

O varejo está em alta e a utilização de ferramentas para auxiliar na expansão do negócio fomentam ainda mais o seu crescimento. Seja no meio virtual ou no físico, as perspectivas são de um desempenho cada vez maior.

 

Como implementar uma gestão estratégica no setor de varejo?

Embora fale-se sobre a importância da gestão estratégica, é necessário saber como implementá-la de forma assertiva. Mesmo sendo de forma ampla, é importante adaptá-la, seguindo as características específicas da sua empresa. E no setor de varejo, não seria diferente. Para ter um gerenciamento ainda mais eficiente, é crucial definir os principais pontos de atuação. Veja algumas dicas importantes:

Faça um planejamento estratégico

Antes de iniciar as vendas, é fundamental ter um planejamento estratégico estruturado. É a partir dessa definição que serão traçados pontos importantes do seu estabelecimento, como a missão, visão e valores da sua marca.

Com estes três itens bem definidos e marcados, o varejista passa a ter maior propriedade na hora de divulgar os seus serviços. A alma do negócio está em deixar claro para o cliente, quais são os benefícios em se fidelizar ao seu estabelecimento.

Porém, para atingir esse resultado, o planejamento estratégico leva em conta perspectivas a curto, médio e longo prazo – se antecipando, assim, mediante à futuras dificuldades e melhor administração dos ganhos obtidos no presente.

Estude o mercado

Esse é o ponto mais importante a ser destacado para todo empreendedor. Embora não seja tratado com tanta relevância, o estudo de mercado é a chave principal para atingir um desempenho de qualidade.

Por meio dessa análise, o prestador passa a ter uma melhor visualização sobre as principais tendências de compra e a qual é a necessidade dos futuros clientes. Essas informações servem como um direcionamento de como se deve investir de forma que haja um retorno a longo prazo.

Assim, são definidas as métricas e as estratégias para atingir o consumidor, de forma que o atraia e o faça permanecer junto ao seu negócio, conquistando, assim, a confiança em comprar com você.

Defina quais são seus objetivos e metas

Mesmo diante de um cenário promissor e de estabilidade, é fundamental traçar as metas a serem batidas e os objetivos da empresa.

Para isso, pode-se contar com o apoio da equipe que precisará estar direcionada em cada campo de atuação. Isso se dá pela sincronização dos setores e o melhor aproveitamento de cada área dentro da sua especialidade.

As metas devem ser estabelecidas em conjunto e visando um determinado período, mas sempre sendo revisadas mediante a cada avanço conquistado. Afinal, tendo esse controle será possível avaliar como está o desempenho e os pontos que podem ser melhorados.

 

Como a utilização de ferramentas de gestão podem ajudar a impulsionar ainda mais o setor de varejo?

Diante de uma alta tão significativa no setor, as ferramentas de gestão vêm como fortes aliadas na hora de administrar o negócio.

Uma das buscas incessantes por parte dos empreendedores é otimizar o tempo gasto, principalmente, com questões tributárias. No setor de varejo, essa dificuldade se atrela ao fator da necessidade de ter um controle efetivo mediante as tendências de crescimento.

Embora possa parecer fácil, um dos grandes desafios dos prestadores para ter uma administração eficiente está em conseguir contemplar de maneira simplificada o andamento da empresa.

Investir em ferramentas de gestão é a alternativa mais efetiva para solucionar tais problemas. Através de um sistema unificado, é possível ter as noções do andamento da empresa sobre o fluxo de caixa, controle de estoque, dados e registros para consulta, auxiliando na definição de estratégias futuras.

Para o varejo, investir em sistemas de gerenciamento é mais um passo na busca por uma gestão estratégica. Neste aspecto, o ERP é a alternativa ideal para aqueles que buscam maior praticidade e assertividade na sua administração.

Por ter uma implementação simplificada, de fácil adesão e baixo custo, a ferramenta tem a capacidade de armazenar os mais variados dados e oferece um melhor manuseio dos serviços, fornecendo, assim, uma gestão mais assertiva e ágil.

Não sabe com quem adquirir a ferramenta? Fale com a Cast Group!

Com 30 anos de mercado, a Cast Group é uma empresa brasileira voltada para o desenvolvimento de tecnologia e automação, atuando com consultorias e soluções de TI a TA e outsourcing de desenvolvimento, aplicações e infraestrutura, sendo uma das principais parceiras da empresa alemã SAP – uma referência mundial do tema.

Visite o site da Cast e saiba mais sobre os nossos serviços.

Conclusão

Com perspectivas promissoras de crescimento, o setor de varejo precisa, acirradamente, utilizar os recursos da gestão estratégica para o seu crescimento. A pandemia serviu para mostrar o quão longe o setor pode ir, mas para isso, é necessário um alinhamento das ações.

Levar em conta as mudanças de hábitos de consumo do público e suas necessidades, auxilia na hora de traçar metas e estratégias de impacto positivo. A equipe, agindo de forma sincronizada e direcionada, também é a peça-chave para atingir bons resultados.

Ao considerar as fortes tendências do mercado e a implementação de um sistema de gestão eficiente, o varejo no Brasil pode alcançar resultados ainda mais expressivos.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e não deixe de conferir os outros artigos em nosso blog.



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS