Inteligência Artificial: redução de custo operacional e agilidade
BLOG
Inovação

Inteligência Artificial: redução de custo operacional e agilidade nos processos

4 de outubro de 2018

Pesquisada e incluída em aplicações há décadas, a Inteligência Artificial (IA) nos últimos 20 anos tem alcançado um nível cada vez maior de abrangência e velocidade na sua implantação e difusão, principalmente nos processos produtivos das empresas, reduzindo os custos operacionais e agilizando processos de negócio.

Segundo o Gartner, 4% dos CIOs implementaram Inteligência Artificial recentemente e 46% tem planos de investir na tecnologia em 2018. As pesquisas do Gartner estimam que a Inteligência Artificial deve gerar US$2,9 trilhões em criação de valor para as empresas e recuperar 6,2 bilhões de horas de produtividade através de trabalhos repetitivos, de insights para tomada de decisão e de novas fontes de receita.

Amplamente divulgados, termos como Big Data; Analytics e Machine Learning são apenas algumas técnicas ou tecnologias dentro de um universo muito maior de Inteligência Artificial que hoje são exploradas por empresas por meio de Pesquisa & Desenvolvimento.

Exemplos e áreas de aplicação da Inteligência Artificial no mercado é o que não falta, desde chatbots à robôs inteligentes de automação industrial; de sistemas de suporte a decisão com dashboards com informações relevantes para as operações das empresas à sistemas autônomos que possuem inteligência suficiente para tomar decisões, assim como tem sido feito na última década com veículos autônomos.

A Inteligência Artificial não só possibilita uma maneira mais eficiente de execução dos serviços como viabiliza a criação de novos nichos de mercado e novos modelos operacionais de serviços.

Portando, há soluções disponíveis no mercado que têm trazido ótimos resultados como o IBM Watson e o SAP Leonardo que integram recursos de Machine Learning consumíveis pelas empresas, fornecendo insights baseados em IA.

As vantagens da Inteligência Artificial são inúmeras: Chatbots, chats de autoatendimento; melhoria na detecção de diagnósticos na área médica; detecção de pragas em plantações através da análise de imagens por drones em áreas de plantio; detecção de utilização de equipamentos EPI, e muitas outras aplicações.

Chatbot agilizando as rotinas de RH

A Cast group já desenvolveu, utilizando Inteligência Artificial, um projeto para identificar a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) na entrada de canteiros de obras; dentre outras inúmeras utilizações desta tecnologia. Este projeto foi desenvolvido pela Gerência de Inovação e Arquitetura (GIA), responsável pela inserção de novas aplicações e tecnologias em clientes e até mesmo na Cast group.

Pensando na redução de custos operacionais a Cast group lançou recentemente o canal “Fale com Cody”, um chatbot, desenvolvido utilizando o IBM Watson, para os colaboradores da empresa que disponibilizou primeiramente o serviço para troca de senha de rede/e-mail.

Este canal faz parte de um primeiro case interno utilizando Inteligência Artificial de uma maneira muito mais simples e rápida para facilitar o dia a dia das pessoas.

A intenção é que outros serviços sejam disponibilizados em breve e possam contribuir com a inovação de serviços prestados pela empresa internamente e para seus clientes. Alguns canais internos de atendimento vão fazer parte desta iniciativa de automação inteligente, como rotinas de RH e outros serviços de Service Desk.

O chatbot melhora a percepção de qualidade no atendimento, promove retorno do investimento para a empresa, reduz o tempo ocioso do colaborador que está aguardando atendimento e erradica custos de indisponibilidade desnecessários.

 

Escrito por: Leonardo Cruciol
Gerente de Inovação e Tecnologia na Cast group



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS