Medidas eficazes de adotar a sustentabilidade nas empresas
BLOG
Gestão Empresarial

Medidas eficazes de adotar a sustentabilidade nas empresas

12 de janeiro de 2022

A sustentabilidade dentro das organizações é um tema que vem ganhando espaço, e muitas empresas já possuem seus próprios códigos de conduta em seu fit cultural, pensando em meios de produção que agridam o mínimo possível ao planeta. Estabelecer ações e políticas responsáveis é uma forma de, além de ajudar o meio ambiente e a melhorar a qualidade de vida, trazer mais destaque e relevância a setores que adotem medidas, visto que a população também tem cobrado tal atitude.

O tema da sustentabilidade empresarial está relacionado ao rápido desenvolvimento das indústrias, acompanhando um crescimento econômico igualmente ágil, gerando mais custos de produção e materiais. É preciso relacionar esses aspectos para entender que o crescimento econômico não deve ser proveitoso somente aos proprietários de empresas, mas também abranger aspectos sociais, não gerando impactos negativos.

As gerações mais novas são as mais preocupadas com o meio ambiente, visando seu próprio futuro e do planeta em que vivem. A Geração Z, dos nascidos entre 1996 e 2010, é a que mais leva em consideração os meios de sustentabilidade de uma empresa antes de consumir seus produtos e serviços, tendência que vem alcançando cada vez mais pessoas. Uma pesquisa realizada em 2021 pela ONG norte-americana DoSomething, 49% dos entrevistados desta geração analisam os posicionamentos da empresa antes de tomar uma decisão de compra. Além disso, mais de 90% dos trabalhadores corporativos com menos de 30 anos entrevistados, afirmaram que quanto mais social e ambientalmente responsável a empresa que integra for, maior é a sua motivação como funcionário e o desejo de continuar nela e desenvolver plano de carreira.

A partir dessas informações, é possível observar que aderir a políticas sustentáveis deixou de ser opcional para se tornar uma obrigação aos empreendimentos que querem estar atualizados e visam um futuro promissor. 

Benefícios da sustentabilidade empresarial:

1 – Imagem positiva para o consumidor: marcas que não testam produtos em animais, trazem condições de trabalho dignas e realizam projetos sociais ganham mais simpatia do público que busca consumir de forma consciente;

2 – Economia: ao invés de gastar em copos plásticos, oferecer materiais duráveis é uma forma de economia a médio e longo prazo, assim como utilizar papel reciclado. Além disso, alguns benefícios fiscais são concedidos a empresas que adotam medidas de sustentabilidade;

3 – Retorno social: a preservação do ambiente é uma forma de melhorar a qualidade de vida de todos os que vivem naquele meio, incluindo os próprios CEOs das empresas. Investir em energia sustentável e formas de produção menos agressivas, por exemplo, melhora as formas de convivência como um todo. 

4 – Valor de mercado: como dito anteriormente, consumidores tendem a preferir empresas com políticas sustentáveis. Da mesma forma, muitos boicotes vem ocorrendo aos segmentos que não agem de acordo com essas políticas. Aderir a formas ambientalmente e socialmente corretas de produção é uma forma de estabelecer um vínculo com seu público;

5 – Interesse de investidores: aumentar o valor de mercado de uma empresa traz ainda a vantagem de atrair interesse de novos mercados, oportunizando novos negócios e parcerias, além da possibilidade de expandir seu negócio.

Para garantir uma gestão adequada de modelos de sustentabilidade, algumas medidas podem ser adotadas. Separamos algumas delas:

  • Abolir o uso de plástico: o plástico é um dos materiais mais nocivos ao meio ambiente, podendo demorar até 450 anos para se decompor. Se descartado de maneira incorreta, o material tende a ficar por várias gerações se deteriorando e prejudicando o local. Evitar uso de copos, garrafas, canudos e sacolas plásticas é uma forma de ajudar a diminuir esse impacto. Uma iniciativa interessante e que muitas empresas têm aderido é a de distribuir brindes personalizados aos colaboradores e clientes, assim além de contribuir com um planeta mais amigável, ainda agrega no valor de sua marca;
  • Coleta de materiais recicláveis: o lixo que produzimos vai parar em aterros, poluindo solo e água. Fazer o descarte correto e separar materiais para reciclagem é uma forma de diminuir esse impacto. Colocar lixeiras específicas para cada material é uma maneira de facilitar esse processo;
  • Promover iniciativas sociais: entender a maneira como a empresa atua na sociedade gera um retorno econômico e cultural. Avaliando como a organização afeta colaboradores, distribuidores, clientes e comunidade local é possível. Se, por exemplo, para produção é necessário extrair recursos naturais de determinado local, iniciativas que ajudem a repor o que foi retirado devem ser implementados. Trazer projetos educacionais e profissionalizantes também é uma forma de contribuir para a economia local, valorizando a própria área da empresa.

A tecnologia também pode ser uma forte aliada no desenvolvimento da sustentabilidade empresarial, com ferramentas de monitoramento e mensuração de dados, que conseguem mapear para onde estão sendo destinados os recursos da empresa. Também já existem métodos de reconhecimento e abrangência global, possibilitando a geração de relatórios mensuráveis para averiguar impactos de ações e tomadas de decisões. 



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS