Qual a importância da gestão estratégica para o agronegócio?
BLOG
Gestão Empresarial

Qual a importância da gestão estratégica para o agronegócio?

11 de março de 2022

Implementar uma gestão estratégica dentro de uma empresa faz toda a diferença na hora de realizar uma administração eficiente, visando trazer bons resultados por meio de um controle mais assertivo, principalmente, para a tomada de decisões.

Para o agronegócio, a gestão estratégica é uma forte aliada no gerenciamento do negócio. É por meio de um recurso inovador de gerenciamento que são abertas maiores oportunidades na utilização de recursos que promovam um melhor desempenho para o setor.

É certo que a era digital e tecnológica chegou para ficar, atingindo a todos os setores. E claro, no agronegócio não seria diferente, pois cada vez mais o setor vem sendo utilizado a tecnologia no campo para melhor viabilização dos serviços, seja para os maquinários ou no controle de produção.

Uma prova disso é que durante a pandemia a digitalização no campo aumentou significativamente. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), apontou que no Brasil, durante 2021, aumentou em 40% o número de startups voltadas para o agronegócio.

Com as tendências de expansão do setor agro, que vão além dos limites de terras e plantio, fazer o uso da gestão estratégica é um diferencial na hora de direcionar as ações dentro do segmento.

Neste texto, abordaremos como a implementação de uma gestão estratégica pode auxiliar no desempenho do agronegócio. Confira os tópicos que serão abordados:

  • O conceito de gestão estratégica e aplicação na prática
  • Como a gestão estratégica ajuda no desempenho do agronegócio?
  • Quais as tendências de inovação dentro do agronegócio?
  • Como a utilização de ferramentas pode auxiliar no desempenho do agronegócio?
  • Como serviços de inovação podem ajudar na gestão do agronegócio?

Boa leitura!

O conceito de gestão estratégica e aplicação na prática

O conceito de gestão estratégica é associado a todo um conjunto de ações desenvolvido por administradores de determinada empresa, para gerar crescimento e melhorar o desempenho da companhia.

Na prática, isso ocorre a partir do momento em que, na hora de traçar estratégias, são levados em considerações fatores externos e internos, para assegurar melhor efetividade das ações.

Fatores como estudo de mercado, ampla concorrência, perfil do cliente e nível de produção, são utilizados como parâmetros antes de realizar um investimento. Por meio disso, ocorre um direcionamento mais assertivo das ações, visando promover um melhor engajamento da organização.

Desta forma, a implementação de uma gestão estratégica possibilita um melhor monitoramento daquilo que já está sendo feito – além de também auxiliar na otimização de tempo e redução de desperdício no investimento em soluções ineficazes.

Como a gestão estratégica ajuda no desempenho do agronegócio?

A gestão estratégica entra como uma grande aliada agronegócio por fornecer uma melhor visibilidade de dados e registros de informações no campo e, auxiliando no ganho de melhorias e inovações que podem ser aplicadas.

O agronegócio é um dos setores mais fortes que impulsionam a economia brasileira. E, na medida em que as tendências apontam o ritmo de crescimento exponencial, é necessário ter um controle ainda maior do que está sendo produzido.

De acordo com um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a projeção é que o agronegócio brasileiro deva crescer 5% até o final de 2022. A expectativa leva em conta a melhora no cenário hídrico, aumentando os níveis de produção.

Diante de uma perspectiva positiva, o grande desafio está em alinhar a gestão de forma estratégica para não deixar com que os índices caiam. Porém, um grande erro cometido por muitos está em pensar que o investimento se restringe apenas aos maquinários.

Embora sejam as máquinas as grandes auxiliadoras nos meios de produção, o agronegócio, para se desenvolver, vai além da usabilidade tecnológica destinadas a este segmento, uma vez que é necessário traçar metas e objetivos estratégicos a serem cumpridos.

Neste aspecto, é crucial designar as funções dentro da equipe, tanto no administrativo quanto no operacional. Pois, a partir do momento em que se designa o papel de cada um dentro do time, é possível identificar pontos que precisam ser melhorados ou que requerem uma maior atenção.

Para o agronegócio, isso impulsiona os níveis de assertividade em tomadas de decisões eficientes. E, podem ser aplicadas, seja na escolha do melhor insumo para o plantio, na utilização de softwares para anexar dados e, até mesmo, na plataforma mais eficiente para favorecer as exportações.

Por sua vez, a abrangência desses exemplos impacta diretamente na redução de custos. Esse é outro ponto que a gestão estratégica pode favorecer no desempenho do agronegócio, possibilitando o aumento da produção com um orçamento baixo.

Desta forma, é possível aumentar as margens de lucros e proporcionar produtos de qualidade, simultaneamente. Entretanto, para que essas implementações tragam resultados ao agronegócio, é importante estar atento às tendências de mercado para elevar o setor ainda mais.

Quais as tendências de inovação dentro do agronegócio?

A tecnologia está presente no dia a dia das empresas, mostrando cada vez mais a sua importância para todos. No agronegócio, investir em recursos tecnológicos é o que faz o setor crescer ainda mais.

Seu uso automatizou os serviços manuais, sendo substituídos pela operação mecânica – além de permitir uma grande elevação nos níveis de exportação.

Investir em inovação para o agronegócio é necessário para impulsionar ainda mais o setor. Para isso, é fundamental conhecer quais são as tendências apontadas como mais eficazes dentro do atual cenário.

Uso de tecnologia de baixo impacto ambiental

Investir em soluções que promovam sustentabilidade é um dos requisitos primordiais quando se trata de investimentos. A tecnologia vem para auxiliar no cumprimento dessa medida, e se aplica perfeitamente no agronegócio.

Por meio de uma fácil implementação e usabilidade, o setor tem a tendência de implementar a produção conectada à uma rede operacional, que ajuda na utilização de recursos agrícolas.

Neste aspecto, o agronegócio pode fazer o uso de sensores e equipamentos que registram dados e informações sobre as condições do solo, que podem ser consultadas posteriormente.

Isso permite um melhor planejamento das atividades. Evitando, assim, emissões de carbono e o desperdício de insumos que possam contaminar o espaço de plantio. Desta forma, o setor do agronegócio inova em sua gestão e, simultaneamente, colabora com o meio ambiente.

Implementação de sistema para controle de registros

Um dos desafios das organizações está em fazer um controle preciso a nível de registros do andamento do negócio. Por isso, torna-se fundamental fazer uso de um sistema que anexe todas as informações para eventuais consultas.

Para o agronegócio, é fundamental implementar softwares de gestão que promovam o controle de dados. Isso é válido para registros do andamento de produção, quantidade de plantio e colheita realizada, número de exportações, quantidade de insumo utilizado, dentre outros itens que podem ser registrados.

Por sua vez, a tendência é que, com todas as informações condensadas em único local e de fácil acesso, isso auxilie para que o setor sempre atualize suas estratégias baseadas no histórico a fim de promover melhores resultados no presente e no futuro.

Automação do maquinário

Por muito tempo, ouviam-se discursos de que a máquina substituiria a força humana. Entretanto, o que se tem observado é a procura de pessoas que possam, justamente, operar essa tecnologia.

No agronegócio, isso será ainda mais frequente, tendo em vista a ampliação de recursos tecnológicos no campo. Seja por meio de drones, maquinários elétricos e sistemas de irrigação controlados, é necessário um operador para cada solução.

Por meio de um maquinário tecnológico, o setor poderá elevar ainda mais seu crescimento. Direcionando, por meio de estratégias tecnológicas e de baixo custo, o potencial de crescimento relacionado com a inovação.

Como a utilização de ferramentas pode auxiliar no desempenho do agronegócio?

No ramo do agronegócio, o Brasil ocupa a segunda posição dentre os maiores exportadores do mundo. O setor impulsiona diretamente o PIB brasileiro, marcando, ano a ano, sua forte presença na economia do país.

Diante desse desempenho, é valido ressaltar a necessidade de compreender como a utilização de ferramentas certas podem impulsionar ainda mais o mercado agro.

Com os novos hábitos de comportamento da sociedade diante da pandemia, investidores e clientes passaram a ficar ainda mais incisivos em termos de conhecer as origens dos produtos que estão consumindo.

Para o agronegócio, as ferramentas de gerenciamento não só auxiliam no controle de dados e registros, mas promovem uma melhor comunicação e relacionamento, enfatizando a sua credibilidade perante a concorrência.

Por meio da utilização de ferramentas de sistema, o setor pode direcionar as suas vendas mediante ao público-alvo, bem como investir na produção, tendo como base a oferta e a demanda. Desta forma, pode padronizar melhor os preços, levando em conta o custeio e a lucratividade.

Cabe classificar também que a implementação de um sistema eficiente melhora a comunicação interna da organização. Promovendo, assim, uma melhor conexão entre os setores e a definição de metas propositivas, alavancando o seu crescimento.

Como encontrar serviços de inovação para ajudar na gestão do agronegócio?

Um outro desafio para o setor de agronegócio está, também, na implementação dessas soluções estratégicas para o negócio. Muitas das vezes, a falta de informação aliada ao receio de um investimento sem garantias de retorno, inibe os administradores a recorrerem a soluções estratégicas.

Mediante ao cenário de crescimento do agronegócio, é fundamental que o setor esteja aberto à adesão da gestão estratégica como principal aliada ao meio corporativo.

É através desta implementação, que será possível ter um panorama geral do seu nível de expansão. Investir em soluções inovadoras é o primeiro passo na busca por soluções a longo e médio prazo.

Neste aspecto, a utilização de sistemas de gestão e operação permite a otimização de tempo e melhor direcionamento de recursos, favorecendo assim, a expansão do agronegócio de maneira ainda mais assertiva e consolidada.

Investir em uma gestão estratégica por meio da padronização de um sistema ERP é crucial para o crescimento do setor. Está interessado, e não sabe onde localizar esse serviço? Não se preocupe, a Cast group pode ajudar!

Com 30 anos de mercado, a Cast group é uma empresa brasileira voltada para o desenvolvimento de tecnologia e automação, atuando com consultorias e soluções de TI a TA e outsourcing de desenvolvimento, aplicações e infraestrutura, sendo uma das principais parceiras da empresa SAP – uma referência mundial do tema.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e não deixe de conferir os outros artigos em nosso blog. Visite o site da Cast e saiba mais sobre os nossos serviços.



Tags: agro e gestão
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS