Setor veterinário: como aplicar a gestão estratégica?
BLOG
Gestão Empresarial

Setor veterinário: como aplicar a gestão estratégica?

20 de maio de 2022

O setor veterinário está entre os que mais vem mais crescendo no Brasil. De acordo com dados do IPB (Instituto Pet Brasil), COMAC (Comissão dos Animais de Companhia), Abinpet (Associação Brasileira de Animais de Estimação) e IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o setor registrou um alto crescimento na última década no país.

Economicamente, isso possibilitou a conquista de um lugar de destaque do Brasil em relação ao mercado pet mundial, consolidando-se na segunda posição no ranking – ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Além do protagonismo internacional, em nível nacional, os resultados também são promissores. Só em 2020, foram registrados mais de 272 mil estabelecimentos na área.

Esse indicativo, abre diversas possibilidades de atuação ao setor veterinário. Os exemplos vão desde clínicas, petshops, creches animais voltadas para recreação e adestramento, entre outros tipos de negócios.

Outro ponto que evidencia a visibilidade do setor, foi o seu alto desempenho mesmo no período de pandemia. Em 2021, os serviços veterinários registraram 14, 3% de crescimento.

Diante das perspectivas positivas de mercado, cresce o interesse de empreender na área. Isso reflete na geração de emprego e boas perspectivas econômicas.

Contudo, é válido ressaltar que, embora o setor veterinário apresente uma forte tendência de crescimento, o sucesso do empreendimento depende de um bom planejamento estratégico.

O alto potencial da área evidencia ainda mais um meio altamente competitivo e disputado.

Nesse texto, iremos abordar sobre o setor veterinário e, de que forma a gestão estratégica pode favorecer ainda mais sua atuação. Confira os tópicos:

  • O que motivou o crescimento do setor veterinário no Brasil?
  • Como estabelecer uma gestão estratégica no setor veterinário?
  • Qual a importância de ferramentas de gestão no setor veterinário?

Boa leitura!

O que motivou o crescimento do setor veterinário no Brasil?

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos Para Animais de Estimação (Abinpet) , o Brasil possui 144, 3 milhões de animais. Isso representa que 67, 6% da população brasileira, possui pelo menos um animal de estimação.

Esse número foi impactado ainda mais com a pandemia de Covid-19. Segundo uma pesquisa divulgada pelo Radar Pet 2021, a presença de animais aumentou 30% nos domicílios do país.

Entre os fatores que podem influenciar tais indicadores está o envelhecimento populacional e a tendência global de controle de natalidade. Isso reverbera um sentimento maior de apego pelos animais, considerados uma ótima companhia no dia a dia.

Contudo, com o crescente número da população animal, aumenta também a demanda por profissionais e estabelecimentos de suporte para prestação de serviços nessa área.

Do ponto de vista mercadológico, isso tem motivado diversos profissionais a abrirem negócios no setor. Visando oferecer maior comodidade para os clientes, é possível no setor veterinário investir em empreendimentos que ofereçam em um só lugar diversos serviços – desde a consulta veterinária, castração, adestramento, creche, comercialização de itens e plantões para cobertura de emergências.

Essa diversidade também anda junto com a maior responsabilidade dos adestradores, que estão cada vez mais atentos aos cuidados com o seu animal.

Outro ponto a ser considerado é a margem de profissionais que se formam em veterinária. De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária, o Brasil é o país com o maior número de profissionais ativos no mundo.

Com isso, amplia-se ainda mais as perspectivas de um mercado altamente competitivo. E, mediante ao promissor cenário do setor veterinário, torna-se fundamental recorrer à medidas que garantam o crescimento do estabelecimento.

Como estabelecer uma gestão estratégica no setor veterinário?

Ao iniciar a jornada em busca de fazer a diferença no empreendedorismo, é necessário traçar metas e objetivos claros e alcançáveis. E, no setor veterinário, não seria diferente.

Um caminho para a conquista de tal feito é através da gestão estratégica. O conceito se refere ao conjunto de ações de determinada organização, visando o crescimento através da conquista de resultados.

De maneira simplificada, o setor veterinário pode se beneficiar da gestão estratégica utilizando-a como um guia para a tomada de decisões.

Entretanto, para que os resultados sejam obtidos, é necessário compreender de que forma o gerenciamento pode beneficiar a empresa. Para isso, recomenda-se seguir alguns passos para um melhor controle das atividades.

Confira as etapas fundamentais que direcionam na implementação da gestão estratégica no setor veterinário.

Análise do atual cenário da empresa

A competitividade continua crescendo, e isso inclui o setor veterinário. Por meio de uma análise do atual cenário da empresa, é possível identificar como o negócio está situado frente à concorrência.

Os critérios a serem analisados são forças, fraquezas, ameaças e oportunidades. Verificar cada ponto ajuda na visualização de prováveis falhas e desenvolvimento de ações que visem solucionar tais problemas.

Assim, cria-se um parâmetro do momento atual, agindo com maior foco na tomada de decisões, levando em conta as atuais tendências do mercado.

Definição de OKRs

A sigla traduzida do inglês significa “Objetivos e Resultados-Chave”. É o passo seguido pelas organizações no momento de delegar funções e tarefas entre a equipe, a fim de concretizar os objetivos propostos.

Vale ressaltar que para todo estabelecimento é importante ter com clareza, onde se pretende chegar nos próximos anos.

Definindo esse objetivo, é possível fazer as projeções de importantes pontos para o negócio e o tempo esperado para viabilizar cada ação a ser trabalhada.

Modernização dos processos

Com os mais diversos tipos de avanços tecnológicos existentes, o meio corporativo tem se tornado cada vez mais digital, fomentando ainda mais a necessidade de investir na modernização de seus processos.

Isso é atribuído ao maior uso de sistemas e ferramentas que promovam a automatização de tarefas manuais. Para o setor veterinário, isso viabiliza consultas como a telemedicina, armazenamento de dados e registros para eventuais consultas.

Organizar o plano de ação

Essa é considerada a última etapa do planejamento estratégico. Uma vez definidas quais serão as ações adotadas pela organização, é hora de traçar como será distribuído o processo em cada momento.

A partir dessa visualização, é possível identificar e separar as funções para cada integrante da equipe. Desta forma, orienta-se de maneira eficiente e assertiva os objetivos a serem buscados e registros de status em cada situação.

Por sua vez, implementar a gestão estratégica no setor veterinário é um importante passo na busca pelo destaque do estabelecimento.

Independente de qual seja o porte empresarial, é a partir da tomadas de decisões direcionadas que se conquistam resultados promissores e adquire-se segurança e produtividade no fluxo de trabalho.

Qual a importância de ferramentas de gestão no setor veterinário?

A alta competitividade e crescimento do setor veterinário reforçam ainda mais a necessidade de se investir em soluções para o alcance do protagonismo.

Contudo, diante do aumento das demandas de serviços e a alta procura por estabelecimentos cada vez mais completos, enfatiza-se a necessidade de ter uma gestão eficiente justamente para administrar as diversas funções desempenhadas pelo negócio.

Para auxiliar no armazenamento de dados e registros, controle das comercializações e status de todas as operações, as ferramentas de gestão trazem essa usabilidade para quem as adquire.

Um bom exemplo de ferramenta de gestão, é o ERP.

De maneira prática, o sistema possibilita a centralização de informações. Assim, é possível em um único acesso visualizar de forma abrangente toda a operação da empresa.

Além do controle de entrada e saída de estoque, o sistema tem atribuído outras funcionalidades em diversas áreas, como tributárias e fiscais. Além disso, é possível traçar novas metas à medida em que as anteriores forem se concretizando.

E, para o setor veterinário, essa é mais uma importante solução estratégica na corrida por bons resultados e destaque.

Ficou interessado em saber mais sobre o ERP? A Cast group pode te ajudar, entre em contato e saiba mais sobre os serviços disponíveis!

Com 30 anos de mercado, a Cast group é uma empresa brasileira voltada para o desenvolvimento de tecnologia e automação, atuando com consultorias e soluções de TI a TA e outsourcing de desenvolvimento, aplicações e infraestrutura, sendo uma das principais parceiras da empresa alemã SAP – uma referência mundial do tema.

Visite o site da Cast e saiba mais sobre os nossos serviços.

Conclusão

Mediante ao protagonismo do setor veterinário, é fundamental estar atento às tendências de mercado. Com o aumento da aquisição de animais de estimação nos lares, a expectativa é que a área continue expandindo seu alcance.

Por sua vez, é necessário ter a consciência de que não há mais como separar a importância dos estabelecimentos em incorporarem uma gestão estratégica nos processos administrativos.

Nessa etapa, a tecnologia é uma excelente aliada na execução de tarefas com maior ganho de agilidade e eficiência, garantindo assim a oferta de um bom atendimento e prestação de serviços com alta qualidade.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e não deixe de conferir os outros artigos em nosso blog.



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS