Setor vinícola: como fazer uma gestão eficiente?
BLOG
Gestão Empresarial

Setor vinícola: como fazer uma gestão eficiente?

10 de junho de 2022

O setor vinícola vem apresentando tendências de crescimento, afinal, o vinho está entre as bebidas favoritas dos brasileiros.

Segundo um estudo realizado pela Ideal Consulting, o consumo do vinho no país aumentou consideravelmente em 2021, sendo registrado um aumento histórico de, em média, 2,68 litros consumidos por pessoa.

Os resultados são promissores e indicam um bom momento para o setor vinícola, sendo ampliadas assim diversas oportunidades para potencializar ainda mais seu crescimento.

Contudo, para que o segmento vinícola possa avançar, é crucial contar com uma gestão estratégica eficiente para garantir um desempenho exponencial.

Até porque, a partir desse passo é possível traçar metas e novos objetivos a serem alcançados, com foco em um crescimento cada vez mais elevado. E, para isso, uma boa estratégia é fazer uso de soluções tecnológicas que auxiliem nesse processo.

Nesse aspecto, ERPs, entre outras ferramentas de gestão, são opções certeiras para garantir bons resultados com base em um controle mais eficiente e preciso das operações.

Ao longo desse texto, vamos abordar um pouco mais sobre o setor vinícola, e como uma gestão estratégica pode levá-lo ainda mais longe. Mas, antes, confira os tópicos que serão abordados:

  • Como é o método de produção do setor vinícola?
  • Como a sustentabilidade está relacionada ao setor vinícola?
  • Como a gestão estratégica pode ser aplicada no setor vinícola?
  • Como o setor vinícola pode se beneficiar com a tecnologia?

Como é o método de produção do setor vinícola?

O setor vinícola é o responsável pela fabricação de vinhos. Entretanto, até que chegue à sua fase final, pronto para o consumo, existe um longo processo de produção.

Contudo, além de ser uma das bebidas favoritas dos brasileiros, também é utilizada com outras finalidades, como um dos ingredientes que dá um toque especial em alguns pratos típicos.

Outro ponto a ser destacado é o fato de que o setor vinícola é uma vertente do agronegócio, pois a sua atuação é oriunda do plantio e cultivo da uva, que depende exclusivamente de uma boa safra.

Mas, até que o vinho chegue engarrafado nas prateleiras do mercado, o preparo envolve diversas atividades a serem desempenhadas desde a colheita até a produção final.

Plantação

A qualidade do vinho está inteiramente relacionada às condições de cuidado e cultivo do vinhedo. Para isso, existe todo um método que possibilite um plantio adequado, levando em conta o solo fértil, temperatura ideal, seleção das uvas e sistemas de manutenção apropriado.

Maturação

Essa fase é a responsável por identificar o momento certo para a colheita e mensurar a qualidade da safra. Nesse aspecto, são analisados a acidez, açúcares e os compostos fenólicos para a uva, sendo antocianinas e  taninos os mais importantes.

Colheita

Quando as uvas estão prontas e atingem o seu ponto ideal de crescimento, é o momento de colhê-las. Entretanto, a época varia de acordo com cada tipo de uva, condições do clima e o estágio de maturação, já que umas amadurecem mais rápido que as outras.

Desengace e esmagamento

Após a colheita, as uvas passam por um processo de avaliação, nas quais são analisadas quais os frutos estão bons para que, de fato, seja feita uma bebida saborosa. Uma vez que tudo foi separado, são utilizadas máquinas que irão extrair o suco.

Fermentação

Após as uvas serem maceradas, são depositadas em um ambiente para que ocorra a fermentação natural do suco da fruta. Nesse momento, o açúcar torna-se álcool, sendo a fase que mais requer um alto controle de qualidade, no que se refere à temperatura e duração.

Transfega

Para que não haja a contaminação de resíduos e bactérias, o vinho é transferido de um lugar para o outro, e assim inicia-se a fase final da produção.

Amadurecimento

Após o processo de estabilização, começa a fase de amadurecimento da bebida, com intuito de mantê-la fresca e com o mínimo contato com oxigênio, que pode influenciar no sabor final.

Todos esses passos são realizados antes de engarrafar o vinho até a hora da comercialização. Entretanto, esse árduo caminho envolve todo um conjunto de equipe, desde o cultivo dos vinhedos até a etapa final.

Como a sustentabilidade está relacionada ao setor vinícola?

Não há mais como deixar de falar da importância da sustentabilidade no dia a dia, e para o setor vinícola, não seria diferente. Afinal, seu campo de atuação está diretamente relacionado com a preservação ambiental.

Com a popularização e reconhecimento das práticas de ESG (Environmental, social, and  governance), tornou-se evidente que, mais do que apoiar a causa, é necessário mostrar, na prática, o que está sendo feito.

E, considerando o nível de importância da sustentabilidade para o crescimento dos negócios, o setor de vinícola, está entre os muitos que buscam por novas alternativas com foco na preservação e cuidado.

Contudo, mais do que a atenção ao solo e cultivo – que também são pontos importantes – as práticas sustentáveis devem ser adotadas, visando atender outros requisitos, como bem-estar dos funcionários, relacionamento com consumidores, instituições reguladoras e governamentais, redução de custos e utilização de maquinários que minimizem os impactos ambientais.

Entretanto, tais resultados são obtidos a partir de uma gestão ambiental integrada à adesão de melhores práticas e direcionamento da equipe, em prol da causa.

Como a gestão estratégica pode ser aplicada no setor vinícola?

Considerando a responsabilidade do setor vinícola, desde a produção inicial até a final dos vinhos, é de extrema importância manter um alto controle de qualidade em cada etapa.

Por sua vez, para que todo esse caminho gere resultados promissores, é crucial contar com uma gestão estratégica, sendo o principal caminho para manter um controle ávido das operações.

Quando aplicada, a gestão estratégica pode agregar uma série de benefícios para a corporação, pois o método parte do princípio de se tratar de um conjunto de ações que visam impulsionar ainda mais o crescimento da empresa.

E, para o setor vinícola, que está em plena fase de ascensão e desenvolvimento, ter uma gestão eficiente direciona de maneira efetiva a busca por melhores resultados.

Para isso, é importante seguir alguns passos para aplicá-la, sendo esse um verdadeiro guia de como começar.

Faça o diagnóstico

Antes de fazer qualquer alteração organizacional, o primeiro passo é realizar um mapeamento interno das operações, indicando precisamente os principais pontos a serem melhorados.

A partir desse mapa, é possível traçar um diagnóstico quanto às ações estratégicas até então adotadas, que limitam ou impulsionam a empresa.

Estruture a formulação

Uma vez definidos os pontos de atenção, é hora de formular o plano de ações que a empresa poderá aplicar para superar a concorrência. E, se tratando do setor vinícola, diante de um momento tão promissor, esse é o passo fundamental para conseguir se destacar.

Assim, são traçados quais serão os objetivos alcançados e o caminho para atingir os resultados de forma direcionada e ampla.

Dê início a implantação

De nada adianta as ideias ficarem apenas no papel. Essa é a hora de colocar na prática todo o plano definido anteriormente, a fim de agregar melhorias para o desempenho da companhia.

Por isso, é necessário distribuir entre a equipe, as metas e organizar o trabalho, direcionando-os com o mesmo foco para ser alcançado.

Faça o acompanhamento

É importante acompanhar de perto as significativas mudanças que estão sendo instauradas na equipe. Por isso, uma presença mais ativa ajuda a enxergar de perto pontos que ainda requerem atenção e/ou já estão encaminhados de maneira assertiva.

Ter uma maior presença auxilia na construção do sentimento de confiança e compromisso, em entregar sempre o melhor resultado.

De maneira ampla, independentemente de qual seja o segmento de atuação, a gestão estratégica é um importante guia para aquisição de uma verdadeira transformação nos métodos de trabalho e estruturação da cadeia produtiva.

Como o setor vinícola pode se beneficiar com a tecnologia?

O setor vinícola detém de um rigoroso processo de produção, até engarrafar o vinho que chega para os consumidores. Além desse ponto, todo esse caminho envolve a adesão de práticas e conjuntos de estratégias, que podem evoluir ainda mais com a gestão estratégica.

Entretanto, uma aliada fundamental para que, de fato, sejam conquistados resultados, é o uso da tecnologia. Até porque, sua utilização permite incorporar ainda mais melhorias efetivas para uma organização.

Se tratando do setor vinícola, seu uso pode agregar eficiência nos maquinários, bem como promover o princípio da automação, onde possibilita uma menor exposição dos funcionários em atividades que podem ser substituídas por algum dispositivo.

Mas, a tecnologia elimina a necessidade da mão-de-obra humana? Não, pelo contrário, ela ajuda a melhorar a eficiência das operações, dando a possibilidade de um melhor reaproveitamento das tarefas e funções desempenhadas.

Outro ponto que a tecnologia pode beneficiar o setor vinícola é no melhor controle da produção. Seja para verificar qualidade do solo, realizar o plantio, colheita e vistorias, os recursos da tecnologia, por meio de sistemas e softwares, são importantes aliados para uma gestão efetiva.

Diversas alternativas são ofertadas no mercado, dentre elas o ERP se destaca, por ser uma ferramenta que possibilita uma visão ampla do desempenho da companhia, bem como, ajuda na integração das áreas, melhora a comunicação entre os setores e o controle de produção.

Ficou interessado em saber mais sobre os benefícios do ERP? A Cast group, pode te ajudar!

Com 30 anos de mercado, a Cast group é uma empresa brasileira voltada para o desenvolvimento de tecnologia e automação, atuando com consultorias e soluções de TI a TA e outsourcing de desenvolvimento, aplicações e infraestrutura, sendo uma das principais parceiras da empresa alemã SAP – uma referência mundial do tema.

Visite o site da Cast e saiba mais sobre os nossos serviços.

 

Conclusão

O bom momento do setor vinícola enfatiza ainda mais o cenário promissor para investimentos. Entretanto, aplicar a gestão estratégica é o principal passo rumo ao crescimento assertivo para a área.

Até porque, para que seja vislumbrado o potencial crescimento e alcance que o setor vinícola pode alcançar, vale ressaltar todo o planejamento necessário a ser feito.

Contudo, não há como dissuadir a importância da tecnologia para atribuir práticas sustentáveis e de gestão, com foco no seu crescimento. Por isso, contar com a ferramenta de gestão certa é a garantia do sucesso.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e não deixe de conferir os outros artigos em nosso blog.



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS