Tecnologia nas pequenas e médias empresas: dados e dicas de implementação
BLOG

Tecnologia nas pequenas e médias empresas: dados e dicas de implementação

30 de julho de 2021

Tecnologia nas pequenas e médias empresas: dados e dicas de implementação

 

Embora a pandemia do novo coronavírus tenha acelerado completamente os processos, o desenvolvimento da tecnologia nas pequenas e médias empresas ainda é um desafio a ser superado.

Na verdade, muitos empreendedores não tiveram sequer alternativa além de aderir à modernidade e novas formas de se comunicar ou transacionar com seus clientes. 

A transição representou uma questão de sobrevivência em muitos casos, principalmente quando falamos dos comércios e serviços, áreas mais afetadas pelas medidas restritivas.

Enquanto muitas encontraram oportunidades em meio à crise, outras sucumbiram por não conseguirem ampliar seus horizontes.

Somente através da informação é que os empresários conseguirão driblar o negacionismo digital, visando o crescimento e manutenção dos negócios em um mundo cada vez mais conectado e ágil.

Confira alguns dados relevantes para que você entenda o quanto a transformação digital é necessária nos dias de hoje.

Nível de digitalização das PMEs no Brasil

A tecnologia nas pequenas e médias empresas ainda é um fator tímido no nosso país. Segundo dados do Estudo de Maturidade Digital das Pequenas Empresas 2020, feita pelo ICD e encomendada pela Cisco, apesar de mais de 70% das pequenas empresas acelerarem a digitalização, aqui no Brasil esse número gira em torno de 51%. 

Ainda assim, essas PMEs se encontram na fase 1 ou estágio inicial do processo, considerada praticamente como “indiferente” pela análise.

Os maiores problemas estão na aversão à mudança (18%), escassez de habilidade (17%) ou falta de tecnologia necessária para a adequação (12%).

Há bastante resistência em aceitar a transformação, sobretudo por se tratar de algo cultural ou um choque de perspectiva para determinadas gerações. 

Ao mesmo tempo, demanda investimento de tempo, dinheiro e adaptação de formato, sendo necessário vencer o comodismo.

Cabe perceber que o futuro já chegou, e os dados não mentem.

Enquanto 96% dos empresários afirmam que com a crise sanitária seus empreendimentos ficaram mais dependentes da digitalização, 67% dizem ter aumentado a competitividade através da medida.

As estimativas de acréscimo ao PIB brasileiro chegam a US $9 bilhões até 2024, se considerada a digitalização das PMEs.

Dentre as iniciativas principais, a tentativa de vendas online é elencada como prioridade, sendo mencionada por 44% dos entrevistados.

Quais os benefícios de desenvolver a tecnologia nas pequenas e médias empresas?

Fica difícil para um empresário visualizar o quanto a tecnologia pode, de fato, agregar ao seu negócio. 

Sem ter noção da capacidade de expansão ou de flexibilidade que a transformação gera, é natural desprezar as mudanças.

Por isso, listamos alguns benefícios gerais de aderir à inovação – lembrando que conforme a sua área de atuação ou modelo de negócio, você pode ter ainda mais benefícios. Basta avaliar quais as melhores alternativas para o seu caso!

 

  • Flexibilização de canais

 

As vendas à distância já são uma realidade para muitos dos pequenos e médios comerciantes. Estudos mostram que mesmo com o fim da pandemia, o modo de consumo das pessoas mudou e que grande parte irá aderir ao novo formato de compra. 

O Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de São Paulo (Sincovaga) avaliou 100 pequenos varejos na capital paulista e disse que somente esse sistema foi responsável pelo aumento nas vendas de 63% dos estabelecimentos. Cerca de 70% deles vendem por aplicativos atualmente.

Quando uma empresa adere à digitalização, ela alcança um público muito maior – e a tecnologia ajuda a ligar todas as frentes do negócio, fornecendo o suporte necessário.

 

  • Controle financeiro

 

Em grande parte das PMEs, o controle das finanças é feito de forma totalmente descentralizada, sem o controle preciso de toda e qualquer entrada e saída de capital. 

Isso é um erro enorme, pois impossibilita o controle devido de gastos e o correto planejamento financeiro.

Com a automatização, esses valores passam a ser visualizados de forma totalmente clara e instantânea, permitindo ajustes rápidos e auxiliando na tomada de decisões.

Ainda, evita esquecimentos e faz com que a inadimplência e os juros cobrados por atraso diminuam, pois a parte fiscal e contábil estão cobertas.

 

  • Aproveitamento de recursos

 

Assim como no exemplo anterior, ao aderir à tecnologia, todos os dados passam a ficar mais acessíveis e claros. 

Logo, você pode controlar os insumos e ver a rentabilidade de cada produto, entendendo o que pode ser melhorado e onde investir mais esforços.

Paralelamente, é possível cortar gastos supérfluos e otimizar os processos, gerando mais dinheiro para o caixa.

 

  • Aumento da produtividade e foco no negócio

 

À medida que a digitalização entra em cena, o tempo gasto em atividades manuais e burocráticas é reduzido drasticamente. 

Isso faz com que as tarefas fluam com mais naturalidade e precisão, além de permitir que o gestor tome conta do que realmente interessa: a parte estratégica. 

A produtividade aumenta exponencialmente com a organização das frentes da empresa, pois permite avaliar e analisar de forma mais criteriosa os erros e acertos do dia a dia.

A melhor forma de aderir à tecnologia

Nos exemplos acima, citamos apenas tarefas ligadas a um ERP – sistema de gestão empresarial. Você também pode se valer de recursos de CRM e automatização de fluxo de e-mails, realidade aumentada, ioT, chatbots, entre outros. 

O importante é avaliar quais são as prioridades para o seu caso e entender muito bem o público, pois o foco no cliente é importantíssimo nos dias atuais.

Citamos o ERP porque ele é o elo que conecta toda a operação, interligando tudo e organizando as informações. Funciona como um cérebro e permite administrar de forma ágil e confiável todas as demandas, integrando um canal ao outro. 

Com isso, você pode entender como cada pequena decisão ou venda afeta o todo e em como é possível ampliar o atendimento e a qualidade do serviço prestado com apenas alguns passos.

Descubra o trabalho da Cast group, que tem mais de 30 anos de experiência nesse mercado, e entenda como a nossa solução SAP Business One pode ajudar a posicionar sua companhia entre as melhores do segmento!



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS