6 pilares da Governança da área fiscal
BLOG
Fiscal

6 pilares da Governança da área fiscal

9 de junho de 2020

Nunca antes a governança da área fiscal recebeu tanta atenção quanto agora. Vivemos na era da informação e os órgãos públicos possuem um acesso cada vez mais facilitado sobre os dados das organizações brasileiras. Para otimizar esse processo em seus negócios, muitos gestores investem nos códigos de conduta e diretrizes para práticas de governança.

Sabemos que o Brasil é marcado por uma complexa legislação tributária – com atualizações e mudanças frequentes. Todo esse contexto torna ainda mais desafiador implementar um sistema de governança da área fiscal realmente eficiente.

Porém, estabelecer pilares da governança da área fiscal é um ótimo primeiro passo para garantir que todas obrigações sejam cumpridas e alcançar o melhor desempenho possível. Quando isso é colocado em prática, toda a organização pode sair ganhando.

O que é a governança da área fiscal?

Antes de falarmos sobre os pilares da governança da área fiscal, é importante deixar bem claro o que esse termo quer dizer. É com base nisso que os processos internos da empresa podem ser organizados.

A governança da área fiscal é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis e instituições que afetam a maneira como os processos fiscais são dirigidos, administrados ou controlados. Isso inclui as relações entre as várias partes interessadas envolvidas – como os administradores da empresa, o Fisco e os acionistas.

Na prática, estamos falando sobre a implantação de estratégias eficientes e processos para acompanhar todas as etapas relacionadas as questões contábeis, fiscais e tributárias. Isso inclui a conformidade no cumprimento de prazos na entrega de obrigações fiscais, emissão e transmissão de notas, cálculos dos tributos de forma tempestiva, e muito mais.

Quais são os pilares da governança da área fiscal?

Mas, afinal, quais são os pilares da governança da área fiscal que você deve levar para a sua empresa? Confira logo a seguir:

1. Suporte

A legislação tributária está em contante atualização – gerando mudanças que precisam ser acompanhadas de perto e incorporadas pela empresa. Por isso, é fundamental que a governança da área fiscal receba o suporte necessário para que seja possível agir e evitar os impactos dessas mudanças.

Além disso, ainda é preciso garantir a continuidade das atividades para evitar a perda de prazos ou falhas operacionais. E o suporte também contribui para que isso aconteça.

2. Eficiência operacional

De nada adianta traçar estratégias e buscar conhecimentos precisos sobre as questões fiscais se a equipe fiscal não conseguir colocar as ações necessárias em prática, não é?

Imagine que você elabore um calendário com todas as obrigações principais e acessórias para o próximo semestre. Porém, um sistema repleto de falhas e uma equipe desatualizada são aspectos que podem comprometer que o seu planejamento seja seguido.

Portanto, um dos pilares da governança da área fiscal é a operacionalização e a gestão de processos e pessoas envolvidas – incluindo, até mesmo, a incorporação de novos conceitos de KPIs e acompanhamentos em tempo real.

3. Conformidade

A governança também deve se preocupar com a redução de riscos fiscais. Manter a conformidade legal e cumprir todas as exigências é, sem dúvidas, um dos principais objetivos do departamento fiscal.

Cada uma das obrigações deve ser identificada e cumprida com presteza. E a tecnologia pode ajudá-lo a colocar isso em prática.

Com uma solução digital como o SOFICOM, você garante uma verdade única: com a rastreabilidade nativa da informação, todo o fluxo de dados segue um caminho identificável entre arquivo digital e fato gerador, dentro do mesmo ambiente SAP ERP.

Devido ao fato de o SOFICOM recuperar as informações da própria base do SAP ERP, as inconsistências fiscais são corrigidas nos processos e não no arquivo digital. Dessa forma, as atividades de fechamento são executadas de forma proativa, sendo auxiliadas por funcionalidades como calendários, relatórios e auditorias.

4. Área de cobertura

A sua empresa precisa atender obrigatoriedades nas esferas Federal, estadual e municipal, certo? E cada uma das exigências legais requer que a organização faça adequações e estruture novos processos.

Por isso, a governança da área fiscal exige que o gestor planeje as melhores práticas para cumprir e entregar obrigações, apurações e fechamentos relativos a cada obrigação, diante de diferentes regimes, alíquotas e especificidades de cada esfera.

5. Planejamento integrado

A governança da área fiscal não está limitada ao departamento fiscal. Na verdade, é preciso buscar informações e integrar processos com os demais setores da estrutura organizacional. Afinal, todas operações desenvolvidas no dia a dia afetam as obrigações fiscais.

Mais uma vez, uma solução digital pode ajudá-lo a otimizar os processos. O SOFICOM atua para reduzir problemas operacionais da área fiscal, aumentando o desempenho e a gestão para que sua empresa possa colocar em prática o planejamento tributário. As funcionalidades da solução atuam em todo o fluxo PDCA (PLAN > DO > CHECK > ACT) visando trazer melhoria contínua para a empresa, provendo informações atualizadas para tomadas de decisão e planejamento.

6. BPO

O BPO (Business Process Outsourcing), ou Terceirização de Processos de Negócio, é a estratégia em que uma empresa contrata outra empresa para executar uma determinada tarefa que não está ligada ao seu objetivo. Nessas situações, são estabelecidos processos para que as atividades sejam realizadas de forma integrada.

Essa terceirização de processos pode ser um ponto-chave para a governança da área fiscal – contribuindo para aumentar a eficiência e minimizar os problemas.

O BPO Cast group atua com especialistas para levantamento, cumprimento e revisão de processos fiscais. Trata-se de uma forma de terceirizar os processos fiscais da sua organização com especialistas irão agilizar processos e garantir automação no que for possível, minimizando assim riscos e inconformidades.

Com especialistas fiscais, focados nas exigências, mudanças de layout e atualizações o BPO Fiscal da Cast group pode trazer a governança fiscal que falta à sua empresa – aliados a um produto já certificado em mercado e com muitos cases, o SOFICOM.

Você já conhecia esses 6 pilares da governança da área fiscal? Quer entender melhor como a Cast group pode ajudá-lo neste processo? Então entre em contato com a nossa equipe.



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS