5 Tendências para a área de finanças em 2020
BLOG
Gestão Empresarial

5 Tendências para a área de finanças em 2020

23 de abril de 2020

Quando falamos em tendências para a área de finanças em 2020, é preciso analisar que o cenário atual está no centro de uma nova transformação. A tecnologia está muito presente nessas mudanças, que farão com que os processos tenham mais segurança e agilidade.

A aposta está cada vez mais no digital e isso tem sido impulsionado por conta da crise gerada pela pandemia de COVID-19, o novo coronavírus. Muitas empresas precisaram parar as suas atividades presenciais, passando a operar temporariamente em home office, por exemplo.

Isso tem impactado muito a economia e, na área de finanças, não é diferente. A partir desse viés e de outros que envolvem o cenário que vivenciamos atualmente, listamos alguns tópicos, que demonstram como o meio empresarial deve atentar para esse setor, no decorrer de 2020.

5 tendências para a área de finanças em 2020

1. Utilização de softwares de gestão em nuvem

Por conta da pandemia do novo coronavírus, evidenciou-se a necessidade de softwares com recursos de computação em nuvem. Esse tipo de programa é essencial para que o home office seja efetivado, também para a área de finanças.

De tal maneira, as empresas que já utilizam programas, como o SAP, para desenvolver as suas atividades, saíram na frente. Elas já estavam prontas para dar sequência às suas atividades, de forma tranquila, sem que os colaboradores do setor financeiro necessitassem estar presencialmente na sede da companhia.

Quem ainda não estava preparado, precisou adiantar o processo de transformação digital, para  poder utilizar desses recursos e ter mais resultados positivos na empresa.

2. Uso de dados e processos mais analíticos

O uso de dados tende a ser mais utilizado no ano de 2020, de modo que os processos devem se tornar mais analíticos. A inteligência artificial também deve ser mais utilizada, podendo contribuir para a realização de análises mais minuciosas.

Vale ressaltar, porém, que em 2020 entra em vigor a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A legislação faz com que as pessoas e empresas se  tornem proprietárias dos seus dados pessoais.

Por isso, é preciso ter cuidado ao utilizar dados na tomada de decisões financeiras. Somente será possível fazer uso das informações das pessoas e empresas, se elas derem consentimento para isso.

Obtendo essa autorização, os dados podem ser utilizados para gerar insights que melhoram o trabalho. De tal maneira, isso se torna uma tendência para a área de finanças em 2020.

3. Mais segurança nas soluções online

A inteligência artificial, que é utilizada na gestão de transações financeiras, tende a se desenvolver cada vez mais. Entre as tendências não está apenas o uso de tecnologias modernas, mas sim na segurança que elas oferecem para que esses processos sejam utilizados.

Softwares modernos, como o SAP S/4HANA são seguros e é importante que as empresas que ainda não os utilizam, façam a migração. Assim, será mais fácil de manter o controle sobre tudo que é realizado na área de finanças, sem se preocupar com vazamentos, por exemplo.

4. Crescimento da economia da experiência

A economia da experiência é um conceito que está em constante crescimento em diversas áreas, como o marketing. Na área das finanças não é diferente e isso deve estar ainda mais presente no decorrer do ano de 2020.

A economia da experiência pode ser definida como a promoção de boas vivências para os consumidores de uma empresa. No Marketing, por exemplo, isso pode ser gerado quando um e-commerce oferece um site com uma navegação agradável para o usuário.

Já no setor de finanças, que é sobre o que estamos falando, a economia de experiência visa proporcionar situações agradáveis para qualquer pessoa que tiver contato com o setor financeiro das companhias.

Recursos de inteligência artificial e machine learning, por exemplo, podem analisar processos de pagamento, pontos negativos na experiência dos clientes etc. Dessa maneira, essas informações devem ser analisadas e servir como ponto de partida para tomadas de decisões mais certeiras no setor financeiro.

5. Gerenciamento de riscos por inteligência artificial

Mais uma vez citando a inteligência artificial, as tendências para a área de finanças em 2020 também envolvem o gerenciamento de riscos. Sabemos que o mundo passar por períodos instáveis na economia e também que isso se agravou com a pandemia do novo coronavírus.

Por isso, antes de qualquer investimento ser realizado pela companhia, é preciso fazer uma análise estratégica de diversos fatores que envolvem o mercado financeiro. A avaliação de riscos nunca foi tão importante como agora, para que a sua empresa não perca dinheiro.

A avaliação dos riscos pode ser feita por meio de robôs de inteligência artificial, que monitoram movimentações da bolsa de valores, alta e queda do dólar e outras moedas, ações governamentais que impactam na economia etc.

Os robôs são capazes de gerar relatórios, que devem ser analisados pelos empresários e responsáveis pelo setor financeiro, para que os investimentos realizados tenham retorno positivo. É a tecnologia trabalhando para que as empresas não percam dinheiro e tenham os riscos reduzidos, nesse sentido.

De maneira geral, podemos dizer que as tendências para a área de finanças em 2020 envolvem a tecnologia. O uso de ferramentas digitais nunca foi tão importante, não apenas como um diferencial competitivo, mas sim como uma necessidade de sobrevivência para as organizações. As companhias devem utilizar esses recursos sem moderação, para que possam colher resultados mais positivos.

Como explicamos, o uso de dados tende a crescer. Para você saber mais sobre o assunto, recomendamos que leia o nosso artigo “Transformando dados em resultados”.



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS