O empoderamento feminino na área de TI - Cast group
BLOG
Recursos Humanos

O empoderamento feminino na área de TI

3 de outubro de 2019

O empoderamento feminino na área de TI é cada vez maior, mas seu crescimento ainda é tímido. A pouca representatividade da mulher nessa área do mercado de trabalho é reflexo de uma construção social.

As carteiras das salas de aula das universidades de tecnologia são ocupadas, majoritariamente, por homens. Nelas, segundo levantamento do Censo da Educação Superior, a proporção é de 3 homens para cada mulher.

Não falta vontade ou tentativas. Uma das causas para essa pouca participação é encontrado através dos incentivos da infância e adolescência. Meninos têm o raciocínio lógico estimulado pelos pais por meio de jogos eletrônicos, raciocínios matemáticos e blocos com desafios de montar, por exemplo.

De modo geral, na mesma infância, as meninas não são estimuladas a brincar com jogos lógicos, números e outros que despertam o desejo futuro de programar. E em muitos casos ainda, são incentivadas a brincar com elementos que as aproximam da vivência materna, cercadas por bonecas, além ainda de peças de casinha e brincadeiras relacionadas ao trabalho doméstico.

Além disso, o fato da área ser majoritariamente masculina colabora para que meninas não se imaginem exercendo a profissão.

Neste artigo, traçamos um panorama sobre o empoderamento feminino na área de TI. Saiba quais são as iniciativas que estimulam a participação da mulher nessa área e que dificuldades elas encontram durante a jornada.

O empoderamento feminino na área de TI

Empoderamento: o que é a sua importância

Começamos este artigo falando sobre o conceito de empoderamento, um termo que está sendo utilizado com bastante frequência — principalmente pelos mais jovens.

O empoderamento feminino significa oferecer meios para que a mulher assuma seu potencial individual, uma ação que pode partir do próprio indivíduo, outras pessoas ou das organizações públicas e privadas.

Quando existe representatividade, sororidade e colaboração, surge o empoderamento feminino. A partir de contribuições como essas, as mulheres recebem um apoio importante para que conquistem seus espaços, tanto de fala quanto de trabalho.

Significa, portanto, não limitar suas possibilidades de crescer. O verbo empoderar se mostra importante para promover a diversidade nas empresas.

Diversidade nas empresas: razões para promover

Cada ser humano é único. Se fossem iguais, não haveria ideias ou resultados diferentes dentro das organizações.

Do ponto de vista estratégico, as lideranças devem usar de forma complementar as competências e habilidades de suas equipes — aumentando o potencial de sucesso delas.

Essa visão humanista é desapegada de características como origem, idade, orientação religiosa e sexual, raça, lado político e gênero.

Empresas devem ser ambientes aglutinadores, ou seja, que permitem que seus colaboradores se sintam respeitados, reconhecidos e com o direito de se desenvolverem no mesmo nível de igualdade que os demais — independentemente de quem sejam.

Mas como fazer isso em uma área como a de TI?

Empoderamento feminino na área de TI: os obstáculos

De cada dez formandos em cursos de ensino superior da área de tecnologia, apenas duas são mulheres. Esse dado também faz parte do Censo da Educação Superior, feito pelo Ministério da Educação.

Esse é um setor que deve criar muitos empregos nos próximos anos. A Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação estima que surgirão até 350 mil novas vagas em cinco anos.

A conta não fecha. Se há pouca participação feminina nos cursos de tecnologia, elas também aproveitarão menos esses empregos.

A equidade de gênero, ou seja, o tratamento igual para homens e mulheres, ajuda a reduzir as dificuldades enfrentadas por elas:

  • Salário desigual;
  • Desvalorização do trabalho;
  • Assédio sexual;
  • Abuso moral;
  • Falta de representatividade.

O RH, em muitos casos, também é um obstáculo para o empoderamento feminino na área de TI. Questionamento sobre maternidade, por exemplo, ainda são comuns — uma forma de pressionar a mulher em relação as suas decisões pessoais.

Mulher na tecnologia: um incentivo

O empoderamento feminino na área de TI precisa ser estimulado, principalmente por meio de políticas inclusivas das empresas. Limitar o campo de trabalho em tecnologia para o homem faz com que todos percam, principalmente a área é preciso permitir um ambiente favorável para que elas possam se desenvolver.

Habilidades e competências vindas de pessoas diferentes estimulam processos inovadores, além de engajar equipes, pois cada um tem seu conjunto de vivências que garantem pontos de vista e atitudes distintas.

Promover o empoderamento da mulher na área da tecnologia é um passo fundamental para quebrar resistências, ideias ultrapassadas e estereótipos que não contribuem para o desenvolvimento da sociedade.

Woman Who Code, Digi Girlz e Grace Hopper Celebration são alguns dos programas organizados por ONG’s, governos e empresas para empoderar mulheres na área de tecnologia da informação.

No entanto, incentivar esse empoderamento não significa apenas criar uma grande ação. Discutir o assunto no ambiente de trabalho, rever processos e estimular a equidade de gênero nas relações são formas de contribuir. O RH é uma das peças chave para isso, através de sistemas digitais é possível se comunicar, medir e estimular a interação e reconhecimento merecido pelos colaboradores de forma justa e sem estereótipos.

Elas na área de TI: como a SAP estimula essa participação

Uma cultura de inclusão incentiva os diferentes grupos que compõem a sociedade a interagir e obter resultados ainda melhores. Por isso, sua empresa deve proporcionar um ambiente favorável para o desenvolvimento das mulheres.

As ferramentas da SAP, muito conhecidas entre os profissionais de RH, são desenvolvidas seguindo a política de equidade de gênero. Dessa forma, a empresa alcançou sua primeira meta: 25% de mulheres em posição de gerência.

Até 2022, o objetivo é um crescimento de 1% ao ano. Duas iniciativas dão suporte:

  • Business Women’s Network: profissionais mulheres focadas no desenvolvimento de talentos femininos.
  • Speed Mentoring: promove a troca de conhecimento e experiência entre as colaboradores e líderes da SAP, estimulando o desenvolvimento a partir do que é aprendido nessa relação.

O estímulo ao empoderamento feminino na área de TI caminha lado a lado dos propósitos da SAP: o uso da tecnologia para impactar positivamente a vida das pessoas.

O uso de uma ferramenta, produto ou serviço que estimula a participação das mulheres também é uma maneira de incentivar o empoderamento delas.

A tecnologia remete ao que é inovador, moderno. Para alcançar um resultado que supere expectativas, é importante que pessoas e empresas enxerguem a força existente na diversidade humana.

Quando as diferenças deixam de ser consideradas fator de exclusão ou limitação, elas se unem em prol de objetivos para conquistar resultados sem precedentes, alavancando ainda mais ganhos para a competitividade e produtividade nos negócios. E na área de TI, isso é imprescindível para soluções cada vez mais alinhadas com o que as empresas e membros da sociedade desejam e precisam.

Sua empresa também pode fazer parte dessa mudança! Estimule o empoderamento feminino na área de TI da forma que for possível: contratando pela capacidade profissional ou dando apoio a produtos e serviços provenientes de marcas que lutam pela equidade de gênero.

Para complementar este artigo, sugerimos a leitura de outro, sobre como criar uma estratégia de employee experience em sua organização. Veja como isso pode alavancar seus resultados!



 
Compartilhar

Você também pode gostar:





VER TODOS OS POSTS